sexta-feira, 18 de maio de 2012

PENSE E DANCE!!!


Esse é o título de uma música de uma das maiores bandas do rock nacional e uma das minhas preferidas, o Barão Vermelho, e está presente no disco “Carnaval”, gravado em 1988. A banda tem uma história maravilhosa e é reconhecida por todos como um dos grandes representantes da geração dos anos 80, sendo uma das bandas que mais se destacaram na época e conseguiu ser relevante através do tempo, sem soar datado, nem viver do passado. A banda já teve Cazuza, um dos maiores compositores nascidos no Brasil, como vocalista, mas após a saída do mesmo foi que a banda atingiu seu ápice no que diz respeito a qualidade musical, técnica e pôde mostrar a essência do seu som com Roberto Frejat nos vocais.

Essa é a história resumidíssima da banda, que não caberia detalhadamente num post, pois já se vão quase trinta anos de carreira. O intuito do meu texto é falar sobre essa música, “Pense e dance”, composta por Dé, Frejat e Guto Goffi. À primeira audição a música pode parecer simples, uma melodia suingada, uma boa letra, porém é muito mais, trata-se de um verdadeiro discurso libertário em forma de canção.

A letra, que ao que parece é autobiográfica, fala sobre não se prender a preocupações, não deixar o tempo passar em vão, curtir cada minuto disponível com muita alegria e prazer.
Sempre que ouço essa música parece que sou um veículo sendo abastecido pelo melhor dos combustíveis, a vontade de viver, sem grilos, questionamentos ou expectativas, somente gozando de tudo que a vida oferece e nos proporciona, afinal a felicidade não é nada além de um estado imaginário.

A música tem realmente esse poder, de alterar nosso humor, nosso estado de espírito, e quando um artista consegue te tocar de tal forma que você se sente emocionado é porque a parada funcionou.


Abaixo a letra e o link para o vídeo no Youtube:


Penso como vai minha vida
Alimento todos os desejos
Exorcizo as minhas fantasias
Todo mundo tem um pouco de medo da vida
Pra que perder tempo desperdiçando emoções
Grilar com pequenas provocações?
Ataco se isso for preciso
Sou eu quem escolho e faço os meus inimigos
Saudações a quem tem coragem
Aos que tão aqui pra qualquer viagem
Não fique esperando a vida passar tão rápido
A felicidade é um estado imaginário
Não penso em tudo que já fiz
E não esqueço de quem um dia amei
Desprezo os dias cinzentos
Eu aproveito pra sonhar enquanto é tempo
Eu rasgo o couro com os dentes
Beijo uma flor sem machucar
As minhas verdades eu invento sem medo
Eu faço de tudo pelos meus desejos
Saudações a quem tem coragem
Aos que tão aqui pra qualquer viagem
Não fique esperando a vida passar tão rápido
A felicidade é um estado imaginário
Pense e dance
Pense
Pense e dance




David Oaski
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário